12 December 2007

.
.
.

a verdade é que não acredito
na existência das musas
.
.
.
.
.
os musos e musas mais eficazes não são os amados reais
mas as ilusões passionais
.
.
a fabulação
.
pura
.
.
.
.
Quanto mais longínqua, mais frustrada, mais impossível, mais irreal, mais inventada for a relação sentimental, mais possibilidades tem de servir de incentivo literário. Aquilo que é imaginário espicaça a imaginação, enquanto a realidade pura e dura, o ruído próximo da vida de cada um, é uma péssima influência literária.
.
.
Rosa Montero
in A Louca da Casa
.
imagem Maggie Taylor
.
.

7 comments:

peregrino said...

“Aquilo que é imaginário espicaça a imaginação, enquanto a realidade pura e dura, o ruído próximo da vida de cada um, é uma péssima influência literária (…)”

Pura verdade. Enquanto a realidade dói, mói, corrói… a ficção constrói, porquanto a fantasia é a mãe de todas as fabulações. O pensamento e a linguagem de mãos dadas através da bruma e da espuma dos calendários. Pela janela dos meus olhos eu vejo musas, princesas, príncipes e poetas, montanhas mágicas, seres encantados, nuvens, estrelas, véus de tule… e até distingo, ao longe, fugindo, fugindo sempre, de mim, como neste preciso momento, palavras fantásticas, lendárias, míticas, cósmicas, remotas, inquietas… mas sempre atraentes.

Quanto às musas, ah, elas existem mesmo, ou não teríamos as coisas boas que nos trouxeram as nove irmãs: música, artes, ciências, letras, filosofia, astronomia…
“Pelo sonho é que vamos…” como dizia o Poeta.



“Todos os bons livros se assemelham no facto de serem mais verdadeiros do que se tivessem acontecido realmente (…)”
Ernest Hemingway
(trago esta adenda, que acabo de recolher no teu “ Artes Duas”, para juntar à “não realidade pura e dura” :)

Uma referência muito especial para “Woman”, de John Lennon, esse hino de ternura e exaltação da Mulher, na sublime e eterna aliança entre os dois sexos.

Abraço

teresamaremar said...

Eu adendo...

A vida é sonho, fumo, poesia e nada
Fernando Pinto do Amaral


porque não existe verdade, mas arremedos de verdade


:) uma boa noite Peregrino

Rui Luís Lima said...

olá teresamaremar!
excelentes estas palavras da rosa montero, porque a literatura é o espelho da vida, revisto através do olhar da imaginação do escritor, fez-nos recordar as palavras "dopincel" (Daniel Auteil) para "dojardineiro" quando está a pintar a paisagem no jardim de sua casa, a realidade é a mesma mas a visã de cada um deles é produndamente oposta, tal como o sentido da vida que cada um tem.
beijinhos e bom fim-de-semana
paula e rui lima

Anonymous said...

tb. não.....embora reconheça uma especial: a vida.ou o oposto dela.




beijo________________te.





/piano.

teresamaremar said...

Vida... Lennon...

A vida é aquilo que nos acontece enquanto andamos entretidos com outras coisas, dizer seu.

Anonymous said...

"Por isso escrevo em meio
Do que não está ao pé.
Livre do meu enleio.
Sentir? Sinta quem lê."

Fernando Pessoa



Incógnita

teresamaremar said...

Boa-noite, Incógnita :)

os melhores ditos estão sempre nas entrelinhas. Aposto que concorda :)

Grata!